sábado, janeiro 25, 2014

E como este, mais do que um blog sobre moda, se trata de um blog pessoal...


Não sei como as pessoas podem mudar tanto. Ou isso ou demorarem tanto tempo a revelar verdadeiramente quem são. Nunca vou entender a inveja, a falsidade, a injúria e tantas outras atrocidades que as pessoas que me rodeiam são capazes de cometer. É inacreditável e quase impossível acreditar que um dia foram essas pessoas que estiveram ao meu lado em todos os meus sorrisos, nas minhas lágrimas, nos meus melhores momentos, nas minhas saídas à noite, na praxe, e em inúmeras situações que guardo comigo para a vida. Não consigo explicar como dói olhar para essas mesmas pessoas e sentir um enorme vazio, uma sensação de que não as conheço, de que não são aquelas ali na minha frentes as mesmas que outrora se disseram (e mostraram) minhas amigas. Dói. Corrói-me todo o corpo por dentro, deixa-me dormente e faz-me cair em lágrimas pensar em como tudo chegou até aqui. Vivo hoje num labirinto do qual só queria conseguir sair e voltar ao mundo real. Deixaram de existir alegrias, vontade de partilhar coisas, de se fazerem planos e, principalmente, perdeu-se todo o entusiasmo que um dia esteve tão presente e me fez tão bem. Lembro-me do quão bom e importante foi chegar à faculdade, não conhecer ninguém, começar do zero e construir tão belas amizades, tão importantes momentos. Agora tudo se desvaneceu num piscar de olhos. Nunca vou aceitar, não é possível que o consiga fazer. Já não há palavras, já não há expressões, nada nada nada... apenas o contar do tempo para tudo terminar e poder respirar de novo. O contar do tempo para ser feliz.

You Might Also Like

0 comentários

Subscribe